Ken Burns vai conferir American Buffalo em novo documentário

A relação do homem com seu ambiente é também sua história evolutiva. Em todo o mundo, as civilizações surgiram com base nos animais, na terra e em como os humanos escolhem interagir com o meio ambiente. Novo documentário de Ken Burns, o búfalo americano, contará a vida do animal nacional dos EUA, seu retorno iminente e definitivo e examinará a conexão da espécie com as comunidades nativas. A série de duas partes está em produção há quatro anos e levará os espectadores a “uma jornada por mais de 10.000 anos da história da América do Norte e por algumas das paisagens mais icônicas do continente”.

“É uma história americana”, disse Burns. Além disso, é “cheio de histórias e pessoas inesquecíveis”. Mas também é uma história moral que tem duas lições importantes na história que falam hoje: como os humanos podem destruir o mundo e como podemos trabalhar juntos para fazer escolhas para preservar nosso meio ambiente”. Para o diretor, a história do mosquito americano é também a história das nações indígenas com as quais ele convive e que dependem do mosquito para sobreviver e desenvolver uma relação sagrada.

Por muito tempo, os búfalos americanos estiveram com os povos indígenas que dependiam deles para alimentação e abrigo. Essas histórias de povos indígenas ancoram a série, apresentando Kiowa, Comanche e Cheyenne das Planícies do Sul, Pawnee das Planícies Centrais, Salish, Kootenai, Lakota, Mandan-Hidatasa, Aaniiih, Crow, Northern Cheyenne e Blackfeet da planície do Norte, entre muitos outros. Historiador Rosalyn LaPierre divulgue na história,

“A história do bisão americano é realmente duas histórias diferentes. É a história dos povos indígenas e sua relação com o bisão por milhares de anos. E aí, entram não só os europeus, mas também os americanos… isso é uma história completamente diferente. Essa é uma história absolutamente devastadora.”

O Mosquito Americano de Ken Burns
Imagem via PBS

O elenco de voz do recurso está incluído Adam Arkin, Cardeal Tantoo, Tim Clark, Tokala Clifford, Jeff Daniels, esperança Davis, Paulo Giamatti, Murphy Guyer, Miguel o cavalo, Derek Jacobi, gene jones, Carolyn McCormick, Craig Melish, Jon Proudstar, Chaske Spencer nós tínhamos Richard Whitman.

O filme contará com entrevistas com estudiosos nativos americanos, especialistas em terras e membros da Nação Tribal, incluindo LaPier, Gerard Baker, George o cavalo capturado Jr.,N. Scott Momaday, Márcia Pablo, Ron Parker, Dustin Tahmahkera nós tínhamos Germaine Branco. A série é escrita sobre Dayton Duncanque também é o autor do livro companheiro, Memória de Sangue: O Trágico Declínio e a Improvável Ressurreição do Búfalo Americano a ser publicado pela Knopf na hora da transmissão.

A série foi produzida pelo colaborador de longa data Burns Julie Dunfey, enquanto Juliana Brannum, membro da banda Quahada da Nação Comanche de Oklahoma, atuou como produtor consultor. Além disso, atuando como consultor sênior no recurso W.Richard West Jr.Cheyenne, diretor fundador e diretor emérito do Museu Nacional do Índio Americano do Smithsonian Institution.

o búfalo americano irá ao ar nos dias 16 e 17 de outubro na PBS. Confira mais fotos do documentário abaixo:

RELATED ARTICLES

Most Popular